sábado, 7 de agosto de 2010

Rápidas sobre Patentes e Genéricos - Lipitor

300 milhõesisso é o que a Atorvastatina movimentou no Brasil em 2009. Não é à toa que, com o vencimento da patente no final de 2010, vários genéricos do Lipitor estão na boca do canhão de muitas empresas. O Lipitor é hoje o remédio mais usado no combate da hipercolesterolemia.     
A ANVISA já liberou Biosintética e EMS para o lançamento e ambas preparam a alça de mira. A conceituada escola de negócios Wharton realizou estudos que comprovam que genéricos ganham rapidamente quase 80% do mercado depois de expirada a patente do original. Então, certar esse mercado pode valer uns quase... 300 milhões. 

O Pró Genéricos, considera que feita a liberação do Viagra, Diovan e Lipitor serão movimentados no Brasil uns US$ 400 milhões, ou um crescimento de 7% de vendas. Vale ou não vale toda essa corrida? 
fontes: revista Exame jun/06 e ago/10 & Estadão.com

Um comentário:

  1. Dani,

    Tire o acento do Liptor no último parágrafo.

    1 abç, Alex.

    ResponderExcluir