terça-feira, 27 de março de 2012

Mitos do Squash


Existem vários mitos e folclores sobre o Squash - fuja deles e divirta-se!

O Squash é um dos esportes que mais cresce no mundo e forte candidato as Olimpíadas de 2020, mas ainda tromba com muitos mitos que atrapalham sua ascensão. Tem pouca informação e divulgação nas mídias de massa, dificilmente se escuta falar do Squash na televisão. Já vi passar campeonato de bolinha de gude em canais fechados da tv a cabo, mas nada do Squash. Um esporte que merece um pouco mais de atenção da mídia. Graças a essa falta de informação, quando sou questionado sobre o que eu faço e respondo que dou aulas de Squash, não raro escuto: "ah Squash, sei, aquele na água né...".

Existe um estigma de que é um esporte de muita complexidade, que agride o corpo (principalmente joelhos e a coluna) pelo impacto – ledo engano. As quadras oficiais de Squash possuem um sistema peculiar de absorção de impacto. A madeira por si só já amortece, mas além disso, essas quadras possuem um sistema de camadas de borracha por baixo dos tacos. Esse sistema ajuda proteger contra o impacto com o solo. A maioria das quadras possui este sistema, mas convém sempre conferir - observe alguém saltando no meio da quadra e é fácil notar se tem ou não o amortecimento. Sobre a complexidade do jogo, é o que eu sempre digo: o Squash é muito fácil de jogar. Acertar uma bola preta com uma raquete em uma parede de 5m x 6m e começar a correr atrás dela quando retorna pra você não parece ser algo de outro mundo. Já tentou entender as regras do baseball ou do futebol americano assistindo um único jogo?

Outra pergunta que escuto com frequência é sobre a disparidade dos braços. Por ser um esporte unilateral (que trabalha apenas com um braço), as pessoas tem medo de ficar com braços desiguais, ou desvios posturais. Isso é raro, só em casos extremos de atletas ou professores que treinam muitas horas por dia. E pode tranquilamente ser evitado com exercícios de compensação para o braço que não se usa. Se você é um aluno semanal, a diferença será quase imperceptível, em razão do pequeno peso da raquete e da bola. Ambos não oferecerão muita resistência aos músculos trabalhados no ato de golpear a bola. O maior risco do Squash talvez esteja em um iniciante acertar o parceiro com a bola ou a raquete - é verdade. Geralmente o resultado é a dor da pancada, mas pode ser grave se o local atingido forem, por exemplo, os olhos. Mas isto é assunto pra outro post. Apenas adiantando: use óculos protetores específicos para Squash e tá tudo certo. Não tem? Ok, mas certamente você tem uma furadeira em casa. Na maleta dela, repare um óculos de proteção gigante, todo transparente. Também serve!

Para finalizar, nunca inicie um exercício físico sem a parceria de um profissional especializado e nisso, o Squash não foge à regra. Vejo pessoas entrando em quadra sem aulas (tipo pelada de fim de semana) ou com profissionais desqualificados. Isso poderá causar "vícios" de execução da técnica limitando o seu jogo e prejudicando a sua aprendizagem no longo prazo. Sem orientação correta, o aluno faz os movimentos errados podendo lesionar articulações. Sem metodologia correta ministrada pelos professores, o aluno se posiciona e se desloca de forma errada em quadra, correndo o risco de ser atingido pela raquete do adversário. Quer um conselho “do bem”? Procure um professor e quebre os mitos que te venderam sobre o Squash. Venha se divertir e suar um pouco na quadra mais próxima de você. E não acredite em tudo o que te disserem sem ter, ao menos, tentado.

Fabio Milani 
Professor de Educação Física pela Universidade de Maringá. Pós Graduado em Atividade Física e Saúde pelo Centro Universitário de Maringá. Professor e Técnico da Equipe de Squash de Maringá e Londrina. Campeão paranaense 1ª classe de Squash - 2011

Um comentário:

  1. Brokerfarma - Eduardo29 de março de 2012 07:45

    Para relaxar no final de um dia de trabalho duro, ou após um fechamento de vendas (quem é vendedor ou trabalha na área comercial entendo o que estou falando) , não tem nada melhor do que o Squash.
    De quebra vc perde uns kilos e se mantem em forma.
    O esporte é fantástico e desafiador pois além das tecnicas que vc implementa te desafia tambem na resistencia fisica pois 1 hora de squash equivale a muitas horas de caminhada.
    Em suma, esporte ideal pois se pratica com chuva, sol, inverno, verao e é uma pena que não esta com toda a divulgação que merece.
    Acredito ser inevitavel a inclusão do Squash pois seu "meio irmão" o tenis talvez possa ajudar e contribuir para isto uma vez que aumenta a quantidade de jogadores em sport com raquetes . . .
    Recomendo e gosto e compartilho do final faça um jogo experimental e vera como ira desestressar . . .
    Abraços
    Eduardo

    ResponderExcluir